quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Frases Verdades

"O tempo passa, o tempo voa e os malandros brasileiros continuam numa boa".
ARNALDO JABOR,  a respeito do caso Erenice e outros escândalos não resolvidos na política brasileira.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

0800

Ontem liguei para a operadora de celular Claro, quando você liga o sistema já pede para digitar o número do celular, prontamente digitei o mesmo, depois de várias opções achei o assunto desejado, uma atendente prontamente me atendeu, mas antes tive que informar novamente o número do telefone e CPF, novamente informei e esta me pediu sobre o assunto, sendo que já tinha digitado nas opções, a caríssima me informou que ia repassar a ligação para outro atendente, o rapaz prontamente atendeu e novamente me solicitou o número do celular e CPF, já meio irritado informei, ele me pediu o assunto, respondi e finalmente após 11 minutos e 43 segundos foi aumentada minha franquia, só consegui neste tempo recorde porque queria aumentar o número de minutos, senão era no mínimo uma meia hora. Não me surpreende que a lei dos Call Center não pegaram, pois isso já é normal no Brasil.
O que me aborrece ultimamente são as empresas que me ligam e pedem para confirmar o CPF, nome e endereço, sou muito grosso nestas ocasiões e peço para eles me confirmarem, pois quem quer falar comigo são eles, e ainda tem coragem de ficar bravos porque não confirmo os dados e muitas vezes acabam desligando, No caso da Claro ainda é segurança (exagerada) para o consumidor, pois eu liguei para aumentar a franquia, mas agora empresas que oferecem serviços querer confirmar dados ?? È um absurdo. Estes dias uma empresa me ligou e disse o seguinte: - Senhor, esta ligação esta sendo gravada, confirme seu CPF e imediatamente receberá o Cartão XXXX de crédito em sua residência, se eu confirmasse já teria mais um cartão de crédito. Acho que é por isso que muitas pessoas recebem cartões sem pedir em casa, pois confirmam os dados e dizem que não querem, mas o atendente diz, - Esta ligação esta sendo gravada, confirme seu CPF e receberá o Cartão, é ridículo estas coisas, tem que ficar ligado com estas empresas falcatruas, que ganham clientes trapaceando.

Planos de Saúde


A Saúde no Brasil é precária, quanto a isso todos sabem, mas o problema esta se alastrado para a Saúde Privada também, em Dezembro de 2009 levei minha esposa para um atendimento no Círculo Operário Caxiense, foi um show, abaixo segue na integra os e-mails de reclamação que enviei para eles e as respostas dos mesmos:

Boa tarde !!

Primeiramente gostaria de dizer que não sou Cliente do Circulo e sim de outra empresa de Planos de Saúde, porem minha esposa necessitava de um Atendimento Especializado e fomos informados que no Circulo Operário havia Plantão desta especialidade. Chegamos por volta das 17 hrs, assim que entramos tiramos a senha, chega um veiculo e um rapaz desesperado solicitando uma maca, e ninguém, mas ninguém mesmo se mexeu para abrir a porta das Ambulâncias, pois não havia ninguém lá, a Atendente não deixou ele entrar pela porta de Atendimento, enquanto isso os rapazes já estavam com a senhora nos braços aguardando abrirem a porta, ai quando o "prestativo guarda" abriu a porta os rapazes continuavam solicitando a maca e o guarda não sabia o que fazer, claro ele é um guarda e não enfermeiro, pois destes não havia nenhum, os rapazes largaram as pernas da senhora no chão e eles mesmos a colocaram na maca, ai foram na recepção e a Atendente ainda ficou brava com eles pois eles haviam feito um alvoroço, como pode, a senhora estava desmaiada e ela queria que eles ficassem calmos ?? Isso é um absurdo. Neste meio tempo chega um senhor grisalho dizendo que sua filha (acredito que seja este seu grau de parentesco) havia inalado uma fumaça tóxica, neste instante a moça vem correndo atrás desmaiando, pois a mesma não conseguia respirar e ninguém foi ajudá-la, simplesmente abriram aporta e ainda falaram mal do senhor porque ele estacionou na vaga das Ambulâncias, mas pelo menos a moça entrou imediatamente. Mas o senhor grisalho ficou mais de 40 minutos insistindo para falar com o Medico, pois a fumaça era tóxica e perigosa e não o deixavam entrar, ele queria dar explicações sobre o caso, informar o médico e não podia. E os rapazes que carregaram a senhora desmaiada, saímos do Plantão as 18h30min e ninguém havia os chamado para falar sobre o estado da Paciente, os chamaram somente para cobrar os R$130,00 dos exames. Quando chegou um funcionário uma das Atendentes ainda falou, fica esperto, pois hoje isto aqui esta um INFERNO, eu achava que era um Hospital onde salva-se vidas, mas pelo visto é um INFERNO mesmo. Só gostaria de salientar que graças a Deus escolhi o Plano do Concorrente, pois já tinha ouvido propagandas negativas do Plantão, mas vi que não é Propaganda é realidade.

O ocorrido foi no dia 12/12/2009 e no dia 15/12/2009 recebo a seguinte resposta:


Prezado Sr.XXXX XXXXXX e esposa, diante do exposto no seu relato, reunimos a equipe assistêncial do Pronto Atendimento para esclarecer os fatos citados.
Nosso retorno se faz extenso, mas necessário para conversarmos a respeito do ocorrido. Temos também uma preferência de falar pessoalmente, mas como não nos informou contato telefônico, respeitamos a sua forma de pronunciamento. 
Com relação a senhora desacordada, os responsáveis chegaram e informaram que era uma emergência, A porta da ambulância foi acionada para agilizar o acesso e simultaneamente a enfermeira de plantão, um técnico a até mesmo a enfermeira do acolhimento  buscaram a maca para trazê-la. Os familiares não esperaram e entraram com ela no colo ( atitude que compreendemos perfeitamente ). Ela foi prontamente atendida e  encaminhada à UTI.
Neste mesmo instante, chegou a paciente que havia inalado fumaça. Foi encaminhada à sala de urgências e lá atendida por outra equipe. Tendo várias salas de atendimento no PAA e duas situações de maior complexidade juntas, a equipe se direcionou ao atendimento antes de informações aos responsáveis, a informação é importante, mas o atendimento (salvar a vida) é prioridade. 
O familiar da paciente estava preocupado e pedia para falar com o médico, como ele estava atendendo a urgência, não podia naquele instante conversar com o familiar. Mesmo a enfermeira, que é capacitada, colocar-se a disposição para ajudá-lo, ele não aceitou.
Quanto aos comentários citados pelos funcionários, estes foram pauta de reunião de equipe. Por mais que eles estejam dentro de situações que  pertencem ao cotidiano de uma urgência e emergência, devem abster-se de declarações que incitem dúvidas e ou insegurança de quem está no ambiente. 
Estar dentro de um plantão de urgência e ver situações desta natureza é sempre muito ruim, mesmo para quem está neste segmento a muitos anos.
Temos como valor, o respeito a percepção de cada pessoa, pois nós mesmos que estamos vivendo todos os momentos de um hospital, nos percebemos fragilizados diante de um risco eminente de morte, do sofrimento e da angustia e dor de um familiar.
Entendemos como o senhor e sua esposa nos perceberam, mas tenha a certeza que o Hospital do Círculo possui um Pronto Atendimento com capacidade tecnológica e humana para atender qualquer tipo de urgência.
Para o Círculo, receber um relato de cliente, seja de natureza crítica, sugestão ou elogio é de  relevante importância. No conceito que fazemos de qualidade, o silêncio de um cliente é que sinaliza que nem tudo está bem.  
Se preferir nos remeter seu contato, fazemos ainda questão de conversar pessoalmente.
Cordialmente,

Regina Mônica Zagonel 
 
Mas sabem o que me revoltou na época ?? Foi a resposta de uma tal Fernanda Onzi, não sei o seu cargo na Instituição, mas como a Regina enviou o e-mail com cópia para várias pessoas, esta moça acabou respondendo com meu e-mal em cópia como segue:

Muito bom meninas, muito bom mesmo!!!

Olhem só, vibrando com uma resposta bem elaborada aos clientes, ao invés de perguntar, como aconteceu isso ?? O que houve ?? Não, elas ficam felizes de terem se saído bem da situação que eu as envolvi. Brasil, Brasil, Brasil ............................................................ Ainda por cima tentaram me dissuadir, quem viu a situação fui eu, minha esposa e o restante das pessoas que aguardavam atendimento, claro que eles amenizaram os fatos, mas tentaram claramente mudar minha opinião. Não mencionei no e-mail enviado para eles que este dia estava muito pior, era muita gente aguardando atendimento, inclusive crianças deficientes e idosos, minha esposa demorou uma hora e meia para ser atendida, sendo que era especialista e a maioria precisava de Clinico  Geral, tem que pagar estacionamento e ainda quanto ao caso dos rapazes, acho que eles foram mla atendidos porque não estavam bem vestidos, isso ninguém tira da minha cabeça.
Para não ficar batendo nas mesmas teclas respondi de forma cordial como segue:

Boa tarde !!
Somente gostaria de salientar que são criticas construtivas, pois acredito que quando pensamos que tudo esta Ok começamos a falhar. Quanto ao atendimento interno não posso dizer nada, somente que minha esposa foi muito bem atendida. Porém sobre o atendimento externo ressalto que deixou muito a desejar, e esta não é somente minha opinião, e sim de todos que aguardavam atendimento e outras pessoas que comentamos o ocorrido.
Enviei esta critica e foi muto bom que o Hospital colocou em pauta, isso mostra respeito com os Clientes, derrepente fui muito severo, porém quando se trata de vidas devemos ser mais solidarios, pois as pessoas que aguardam estao fragilizadas e acabam temendo o que acontecerá no atendimento interno se o externo e ruim.
Quanto a tecnologia não posso dizer nada tambem, pois um Hospital com esta estrutura com certeza deve ter equipamentos com alta performance.
Minha indignação fica somente ao atendimento e a forma como vimos, "parecia um descaso".
Obrigado pelo retorno.


Pessoal, é complicado sabem, paga-se impostos e não temos direito a Saúde, paga-se Planos e não temos direito a Saúde e respeito, graças a estas coisas que me revoltam criei este Blog, temos que mostrar a realidade, pois para os políticos está tudo maravilhoso, tudo mesmo, inclusive os altos salários que recebem e o Plano de saúde particular em Brasília.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Assim deveria ser negociado com sequestradores ??

Bom Dia pessoal, recebi este vídeo através de e-mail e gostaria de saber a opinião de vocês. O Brasil sempre deveria negociar assim com sequestradores ?? Ou deve ficar negociando e negociando até que uma das vitimas seja morta pelo bandido??

video

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Dormindo às 14:30

Olhem o estado lastimável deste jovem, hoje, 08/09/2010 por volta das 14:30 horas, estava passando pela rua Vereador Mário Pezzi com a Julio de Castilhos e vi esta figura tirando um cochilo em plena calçada.


Fonte: Arquivo pessoal.

Sabem o que é pior ?? É que no Post Caxias do Sul disse o seguinte: "moradores de rua são poucos", me enganei, ultimamente são muitos. Onde estão os políticos nestas horas para ajudar o rapaz ?? E os Direitos Humanos ?? Desculpem estes só servem para ajudar os presidiários.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Cadeirinhas Infantis II

É este tipo de coisa que me indigno, ontem falei sobre as cadeirinhas infantis, hoje li no Pioneiro que as crianças de 4 a 7 anos e meio não precisam usar o assento de elevação caso o veículo tenha cinto de segurança abdominal no banco traseiro, a obrigatoriedade fica somente para os que tenham cinto de três pontos, e o Contran vai mudar as regras que mal entraram em vigor. Como disse no Post de ontem " Mas acho que antes dos Políticos ficarem criando Leis onde existem inúmeras brechas, teriam que discutir os assuntos mais profundamente". Porque estes políticos não estudaram o assunto ?? E quem já comprou ?? Vai ter seu dinheiro de volta ?? Como disse fico profundamente indignado com isso, "Leis Burras".

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Cadeirinhas Infantis I

Ontem começou a obrigatoriedade a respeito das Cadeirinhas infantis, mais uma lei imposta goela abaixo dos cidadãos, não sou contra, sou a favor, pois o nosso transito é tão violento e mata tantas pessoas e crianças que acho valida a lei, porém fica algumas dúvidas, na verdade questionamentos:

1 - Um amigo meu tem 3 filhos, um de nove meses, um de 03 anos e outro de 06 anos, ele tem um Corsa, como ele vai sair no final de semana com os filhos e a esposa, pois atrás cabem somente duas cadeirinhas ??
2 - Eu e as pessoas que não tem filhos ainda, não poderão mais dar carona para ninguém, geralmente nos finais de semana sempre dava carona para algum parente meu após os almoços na casa da minha avó.
3 - E quem comprou um carro a um tempo atrás e hoje não tem mais as mesmas condições financeiras ou está desempregado e não tem como comprar a Cadeirinha ??
4 - E os ónibus de transporte coletivo, seja municipal. intermunicipal, interestadual ou internacional ?? Terão Cadeirinhas disponíveis ??
5 - E quando aos pais pegarem um táxi com os filhos ?? Este custo será repassado ??
6 - E Cadeirinha para motociclista ?? É um meio de transporte também.
7 - E os aviões, trens, helicópteros e barcos ??
8 - Quero ver o aumento no transporte escolar em vans e ónibus.
9 - E as locadoras de carros ??
10 - E nos casos de roubos de veículos ?? Se hoje já é difícil retirar as crianças que ficam soltas atrás do banco ou somente com o cinto?? Imaginem com a Cadeirinha na hora do pavor e a pressão do assaltante ??

Espero que esta Lei venha para ficar, apesar dos questionamentos, e não aconteça como a Lei Seca ou a obrigatoriedade do cinto de segurança que praticamente não ouvimos falar mais nada.
Mas acho que antes dos Políticos ficarem criando Leis onde existem inúmeras brechas, teriam que discutir os assuntos mais profundamente.
O Governo tem que fazer mais campanhas a respeito do transito, aumentar o efetivo da Policia Rodoviária Federal, melhorar as estradas e a sinalização, tentar conscientizar os condutores e a população começar a entender que não é o Policial ou os Governantes que vão ter escoriações, fraturas, perda de membros ou movimentos e até mesmo a morte, somos nós os motoristas que sofremos todas estas consequencias.

Dúvida: Como os pais vão colocar cintos de segurança nos filhos se nem eles mesmos usam ??

*Questionei a respeito de taxis, vans, onibus, trens e aviões, pois tem uma liminar para exigir o uso nestes meios de transporte e com certeza será aprovada.

Território Brasileiro

Ontem fui no Oftalmologista e enquanto aguardava peguei a revista Veja Edição 2163 de 5 de maio de 2010, e li a matéria A farra da antropologia oportunista, onde consta que se as áreas de preservação ecológica, reservas indígenas, supostos antigos quilombos, os assentamentos de reforma agrária, as cidades, os portos, as estradas e outras obras de infraestrutura forem todas realmente liberadas pelo Governo, 90,60 % do território nacional não poderá ser explorado, sobrará para nossos descendentes somente 9,40% do território nacional, e estes números podem aumentar, pois segundo a Veja o Governo ainda pretende criar 1.514 reservas e 50.000 lotes para reforma agrária. A intenção é nobre como diz a Veja, mas é justo ?? Hoje somos todos brasileiros, não existe mais diferença entre branco, negro,amarelo, azul, vermelho, indígena, agricultor e sei lá o que, somos um país democrático. Porque temos que dar terras para índios, terra para movimentos de agricultores ?? Porque eles não vão trabalhar ?? Mas o pior esta por vir, agora o Brasil descobre antigos descentes de quilombos que não existiram, povos extintos a mais de 300 anos, importa índios Paraguaios para ocupar terras brasileiras destruindo perspectivas economicas de várias regiões. Eu não me conformo com a cara-de-pau dos Antropólogos que inventam laudos fraudulentos e incentivam estas pessoas a mentir em troca de seu próprio bem estar, o Governo que não fiscaliza os relatórios. Não tenho pena nem destas pessoas que se deixam iludir, acho que os Antropólogos, estes falsos descendentes, o Governo que apoia são todos uma tropa de pessoas sem carater. Porque nossos representantes não apoiam quem trabalha ?? As Industrias ?? O Comércio ?? A Agricultura ?? Não, os Governantes apoiam estas medidas para ganhar votos. Porque os índios tem ganhar reserva ?? Esta fase já acabou, tem que vir pra cidade trabalhar e ganhar dinheiro, e estes falsos agricultores que só querem invadir terras e revende-las depois ?? São outro bando de sangue sugas. E a escravidão acabou há mais de 120 anos, todos tem que ter direitos iguais independente de cor.
Tem que acabar com esta Teta Federal.
Se for preservação do Meio Ambiente e indígenas que vivam realmente da floresta e preservem as tradições sou completamente a favor, 100% a favor.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Bolsa Família - Sugestão

Bolsa Família, muitos são a favor e outros contra, eu sou a favor, porém não da maneira que é atualmente, deveria ser oferecido este auxilio para a população mais desfavorecida da sociedade brasileira, o valor deveria ser de 01 sálario mínimo, mas ai que vem a questão social, quem é auxiliado pela Bolsa Família deveria receber cursos profissionalizantes do Governos Federal, mas teria que ser obrigatório e não como é hoje em dia, ou seja, opcional, pois os beneficiados tem medo de perder o Bolsa Família, mas tem que ser obrigatório mesmo, quem não quiser não recebe auxilio algum. Após a conclusão do curso o beneficiado deve ter um tempo para conseguir uma vaga de trabalho e parar de receber, deveria ser assim, se não quiser fazer o curso perde, se não quiser trabalhar perde, e se ficar desempregado ganha seguro desemprego, é para isso que existe o FGTAS no caso do Rio Grande do Sul. Se o beneficiado é um agricultor humilde que produza para se sustentar, ensina-lhe a produzir mais para vender, se é um ribeirinho do Amazonas, que o Governo incentive empresas ambientalmente corretas nessas regiões ou ensine-os a viver da floresta e gerar lucro nela, como os índios viveram por lá tanto tempo ?? Se for no Nordeste onde a mãe tem 500 filhos, que o Governo faça creches, dê uma profissão, ligadura e vasectomia obrigatória para estas mulheres e homens. Se continuar assim, o Brasil não vai para frente, não discordo do Bolsa Família, só acho que deveria incentivar as pessoas a se profissionalizar e estudar, e não destas viverem as nossas custas a vida inteira.